DSpace logo

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/851
Título: Análise das schematae galantes nos seis responsórios fúnebres de joão de deus de castro lobo 1794-1832
Título(s) alternativo(s): Analysis of the gallant schematae in the six funeral responsories of John of God of castro lobo 1794-1832
Autor(es): Monteiro, Guilherme Aleixo da Silva
Palavras-chave: Castro Lobo
Música Galante
Schematae
Análise e Teoria Musica
Responsórios Fúnebres - obra
João de Deus de Castro Lobo - compositor
Data do documento: 6-Mar-2018
Editor: Universidade do Estado do Amazonas
Resumo: This work seeks to verify and describe, through the theoretical assumptions of the time, the occurrence of compositional procedures characteristic of the gallant style (as schematae) in a large work of the composer of Minas Gerais, João de Deus de Castro Lobo (1794-1832). Six funeral services, written on the date of his death. Given the capillarity of the techniques of composition of what is conventionally called gallant music throughout Europe during the eighteenth and early nineteenth century, it is feasible that their compositional models crossed the Atlantic in the baggage of European musicians who came to work in Brazil of the old regime and / or by means of Brazilians who in Europe realized their musical studies and returned here. The possible use of these procedures by Castro Lobo corroborates the intense interchange between Cologne and Metropolis, since many Brazilian composers had access to a large assortment of European matrix scores, proceeding to the analysis for compositional purposes, as well as to extract from the works studied the elements in the contexts of the court and the ecclesiastical milieu. Thus, using analytical techniques consistent with the terminology and musical theory of the time, we will describe the gallant schematae based on the seminal proposition of Gjerdingen (2007), as well as by the additions made by Byros (2014), Rice (2014 ; 2016) and Mitchell (2016).
Descrição: Este trabalho busca verificar e descrever, por meio dos pressupostos teóricos da época, a ocorrência de procedimentos composicionais característicos do estilo galante (as schematae) em uma obra de grande porte do compositor mineiro João de Deus de Castro Lobo (1794 – 1832), os Seis Responsórios Fúnebres, escritos em data próxima ao seu falecimento. Dada a capilaridade das técnicas de composição daquilo que ora se convenciona chamar de música galante por toda a Europa durante o século XVIII e princípios do século XIX, é factível que seus modelos composicionais tenham cruzado o Atlântico na bagagem dos músicos europeus que vieram trabalhar no Brasil do antigo regime e/ou por meio de brasileiros que na Europa realizaram seus estudos musicais e para cá retornaram. O possível uso desses procedimentos por Castro Lobo corrobora o intenso intercâmbio entre Colônia e Metrópole, dado que muitos compositores brasileiros tinham acesso a um farto sortimento de partituras de matriz europeia, procedendo à análise para fins composicionais, bem como para extrair das obras estudadas os elementos estilísticos em voga nos contextos da corte e do meio eclesiástico. Assim, valendo-nos de técnicas de analíticas condizentes com a terminologia e teoria musical da época, descreveremos as schematae galantes com base na proposição seminal de Gjerdingen (2007), assim como por meio dos acréscimos feitos por Byros (2014), Rice (2014; 2016) e Mitchell (2016).
URI: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br/handle/riuea/851
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Análise das schematae galantes nos seis responsórios fúnebres de joão de deus de castro lobo 1794-1832.pdf2,25 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons