DSpace logo

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br/handle/riuea/832
Título: Fábulas e apólogos como ferramentas de discussão e reflexão na sala de aula.
Título(s) alternativo(s): Fables and apologists as tools for discussion and reflection in the classroom.
Autor(es): Souza, Lorena Dávila
Palavras-chave: Literatura Infantil
Discursão e Reflexão
Fábulas
Apólogos
Data do documento: 23-Jan-2018
Editor: Universidade do Estado do Amazonas
Resumo: This summary will deal with the research carried out in a Public School in Parintins, where through children's literature it was possible to work with groups of the 6th year of Elementary Education, fables and apologists as tools for discussion and reflection in the classroom. Firstly, it resumes the principle of children's literature that emerged with a purely pedagogical intent after the need of family unity, which made it difficult to recognize children's books as literatura art, until then, children were treated as adults, so read what the adults read. But over time, the authors knew how to look at the children with the necessary affection to the point of seeing in them the need for differentiation. Children's literature has now been presented in different ways, it has adapted to the time and facilitated the encouragement of the same in the classroom, but the main way to encourage reading in the classroom is still through the narrative texts, then there are fables and apologues, which are narratives that please the students a lot and allow a deep reflection of the contents passed on, these genres are conducive to reflect and discuss topics of the student's daily life in a relaxed way, causing him to remove from the text things that add to his life.
Descrição: Este resumo tratará sobre a pesquisa realizada em uma escola pública de Parintins, onde por meio da literatura infantil foi possível se trabalhar com turmas de 6º ano do Ensino Fundamental as fábulas e os apólogos como ferramentas de discussão e reflexão em sala de aula. Primeiramente retoma-se ao princípio da literatura infantil que surgiu com um intuito puramente pedagógico após a necessidade da união familiar o que dificultou o reconhecimento dos livros infantis como arte literária, até então, as crianças eram tratas iguais adultos, portanto, liam o que os adultos liam. Mas com o passar do tempo, os autores souberam olhar para as crianças com o carinho necessário ao ponto de enxergar nelas a necessidade da diferenciação. A literatura infanto-juvenil agora vem sido apresentada de diversas formas, ela se adequou ao tempo e facilitou o incentivo da mesma em sala de aula, mas a principal maneira de se incentivar a leitura em sala ainda é por meio dos textos narrativos, aí então entram as fábulas e apólogos, que são narrativas que agradam muito os alunos e permitem uma reflexão profunda do conteúdo repassado, esses gêneros são propícios para a refletir e discutir temas do cotidiano do aluno de forma descontraída, fazendo com que ele retire do texto coisas que acrescente em sua vida
URI: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br/handle/riuea/832
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Fábulas e apólogos como ferramentas de discussão e reflexão na sala de aula..pdf591,79 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons