DSpace logo

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/1019
Título: A família do doente mental no enfrentamento do surto psicótico
Título(s) alternativo(s): The family of the mentally ill in coping with the psychotic outbreak
Autor(es): Carvalho, Keliane Beltrão
Palavras-chave: Transtornos psicóticos
Transtornos mentais
Saúde da família
Saúde mental
Psychotic Disorders
Data do documento: 20-Ago-2018
Editor: Universidade do Estado do Amazonas
Resumo: The objective of this study was to analyze the experiences of families of the mentally ill in coping with the psychotic outbreak. Method: This is a qualitative study of the descriptive type, data collection was performed with 13 families that accompany the mental patient in a psychotic outbreak at the Eduardo Ribeiro Psychiatric Center. For data collection, a semi-structured interview script was used with questions guided by the study objectives and the responses were recorded and later transcribed, described, analyzed and discussed. For the analysis of the materials, the Collective Subject Discourse method was used, identifying in the answers the Key Expressions and Central Ideas with the intention of forming the discourse that represented the collective. Results and Discussion: The feelings present in the diagnosis of mental illness were: feelings of guilt, sadness, denial and despair. On the outbreak of the disease, there were some symptoms recognized by relatives such as aggression, insomnia and hallucinations. Regarding the difficulties, it was highlighted: overload, prejudice and the aggressiveness of the outbreak. Thus, family strategies for coping with the outbreak include: not confronting; only to take him to the Eduardo Ribeiro Psychiatric Center; look for other professionals and particular measures including jail during the outbreak, assaults on patients and administration of hidden medication. Conclusion: In the research it was shown that family members face the psychotic outbreaks of their relatives, alone, overloaded and abandoned by the health service, where they also need and cry out for assistance
Descrição: O estudo teve como objetivo analisar as experiências das famílias do doente mental no enfrentamento do surto psicótico. Método: Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa do tipo descritiva, a coleta de dados foi realizada com 13 famílias que acompanham o doente mental em surto psicótico no Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro. Para a coleta dos dados utilizou-se um roteiro de entrevista semiestruturada com questões norteadas pelos objetivos do estudo e as respostas foram gravadas e posteriormente transcritas, descritas, analisadas e discutidas. Para análise dos materiais, utilizou-se o método do Discurso do Sujeito Coletivo, identificando-se nas respostas as Expressões Chaves e Ideias Centrais com o intuito de formar o discurso que representasse o coletivo. Resultados e Discussão: Os sentimentos presentes na revelação do diagnóstico de doença mental foram: sentimentos de culpa, tristeza, negação e desespero. Sobre o surto da doença observou-se alguns sintomas reconhecidos pelos familiares como agressividade, insônia e alucinações. Quanto as dificuldades, destacou-se: sobrecarga, preconceito e a agressividade do surto. Assim, as estratégias dos familiares quanto ao enfrentamento do surto incluem: não confrontar; somente levá-lo para o Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro; procurar outros profissionais e medidas particulares incluindo cárcere durante o surto, agressões contra os doentes e administração da medicação escondida. Conclusão: Na pesquisa demonstrou-se que os familiares enfrentam os surtos psicóticos de seus parentes, sozinhos, sobrecarregados e abandonados pelo serviço de saúde, onde estes também necessitam e clamam por assistência
URI: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br/handle/riuea/1019
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
A família do doente mental no enfrentamento do surto psicótico.pdf801,85 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons