DSpace logo

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/544
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSouza, Alciane-
dc.date.available2017-08-24T17:01:41Z-
dc.date.issued2017-08-24-
dc.identifier.urihttp://repositorioinstitucional.uea.edu.br/handle/riuea/544-
dc.descriptionViver na cidade é compreender os espaços sociais de dinamização, aproximação ou distanciamento, um gerador de várias discussões que se levanta em torno do espaço público das calçadas. Questões associadas à mobilidade, acessibilidade e a apropriação dessas estruturas que são objetos de estudos entre várias ciências, entidades sociais, e a sociedade em geral uma vez que a circulação de pedestres e veículos está sendo comprometida pela obstrução do sistema viário urbano. Obstruções estas realizadas pelos agentes produtores do espaço, através das dinamizações transformam e organizam a calçada como espaço de convivência social, diálogo e como um promotor econômico. O espaço público e os modos de consumo estão entrelaçados às identidades sociais de forma que diferenças e desigualdade vão se articular no processo de apropriação espacial, nesse sentido surge necessidade de estudar o espaço público das calçadas da Rua Padre Augusto Gianolla, bairro de Paulo Corrêa localizado na área periférica da cidade de Parintins-AM. Selecionou-se essa via de forma estratégica, pelos constantes acidentes no trânsito, dificuldade de circulação, especulação imobiliária e pela diversidade de uso das calçadas por comerciantes, proprietários, e moradores. O objetivo deste trabalho é conhecer os motivos que levam o povo dar outras funcionalidades as calçadas. No entanto, para a realização da pesquisa far-se-á uso de espaço de diálogo e questionamentos o qual tem por base o método dialético, nessa perspectiva a calçada, um espaço cultural e de vida comunitária. O percurso teórico ajudará a desenvolver um olhar diferenciado sobre a calçada como utilidade social, efetivando a percepção do relativismo e diversidade de funções sociais que estas adquirem conjuntamente as relações sociais e ao posicionamento do Estado perante essas novas configurações sócioespaciais. Os registros fotográficos foram coletados em dois momentos, em setembro de 2012 e março de 2013, assim como narrativas de comerciantes e moradores da Rua Padre Augusto. Compreendemos a relevância em discutir o espaço público das calçadas associando-o as políticas públicas voltadas ao planejamento urbano. Dessa forma, compreender a dinâmica espacial em um dado momento histórico é o compromisso científico, social e cultural.en
dc.description.abstractTo live in the city is to understand the social spaces of dynamism, approximation or distance, a generator of several discussions that revolves around the public space of the sidewalks. Issues associated with the mobility, accessibility and appropriation of these structures that are object of studies among various sciences, social entities, and society in general, since the circulation of pedestrians and vehicles is being compromised by the obstruction of the urban road system. Obstructions carried out by the producers of space, through the dynamisations transform and organize the sidewalk as a space for social coexistence, dialogue and as an economic promoter. Public space and modes of consumption are intertwined with social identities so that differences and inequality are articulated in the process of spatial appropriation, in this sense arises the need to study the public space of the sidewalks of Rua Padre Augusto Gianolla, neighborhood of Paulo Corrêa located In the peripheral area of ​​the city of Parintins-AM. This route was selected strategically, due to the constant traffic accidents, traffic difficulties, real estate speculation and the diversity of sidewalks used by merchants, owners, and residents. The objective of this work is to know the reasons that lead the people to give other functionalities the sidewalks. However, for the realization of the research will be made use of a space of dialogue and questioning which is based on the dialectical method, from this perspective the sidewalk, a cultural space and community life. The theoretical path will help develop a differentiated view on the sidewalk as a social utility, effecting the perception of relativism and the diversity of social functions that these acquire jointly the social relations and the positioning of the State before these new socio-spatial configurations. The photographic records were collected in two moments, in September 2012 and March 2013, as well as narratives of merchants and residents of Rua Padre Augusto. We understand the relevance of discussing the public space of the sidewalks by associating it with public policies focused on urban planning. In this way, understanding the spatial dynamics at a given historical moment is the scientific, social and cultural commitment.en
dc.language.isoporen
dc.publisherUniversidade do Estado do Amazonasen
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectEspaço Públicoen
dc.subjectCalçadasen
dc.subjectRuasen
dc.subjectParintinsen
dc.titleCalçada: Um espaço de convivência e disputa socioespacialen
dc.title.alternativeSidewalk: A living space and socio-spatial disputeen
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursoen
dc.date.accessioned2017-08-24T17:01:41Z-
Appears in Collections:CESP - Trabalho de Conclusão de Curso Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Calçada um espaço de convivência e disputa socioespacial.pdf684,66 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons