DSpace logo

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/4025
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorPereira, Girlany Tavares Feitosa-
dc.date.available2022-07-15-
dc.date.available2022-07-15T17:01:17Z-
dc.date.issued2022-02-21-
dc.identifier.citationPEREIRA, Girlany Tavares Feitosa. Questões sociocientíficas na perspectiva do docente do ensino fundamental I com elementos de STEAM. 2022. 158 f. Dissertação (Mestrado em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia) - Universidade do Estado do Amazonas, Manaus.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/4025-
dc.description.abstractThis dissertation is part of the Research Line Education in Science, Curriculum, Cognition and Teacher Training, of the Postgraduate Program in Education and Science Teaching in the Amazon, at the University of the State of Amazonas – UEA. Dealing with teaching approaches that instigate individuals to think, give their opinions, dialogue and carry out decision-making on certain topics is what the approaches to Socio-Scientific Issues and STEAM propose as an alternative for teaching practice. Building creativity, criticality, the practice of collaboration and communication through the knowledge development process is still a challenge for many teachers. In this context, the research has as a scientific problem: Do elementary school teachers I have perceptions about the approach to Socio-Scientific Questions with STEAM elements? The general objective is to analyze the perceptions of Elementary School I teachers about Socioscientific Issues with STEAM elements. The research participants are 06 (six) teachers of Elementary School I from the Initial Grades, from a Municipal Public School in Manaus/AM. As data collection research techniques and instruments we used: the analysis of official educational documents, the application of a questionnaire and the semi-structured interview with the teachers. The collected data will be analyzed from Bardin's content analysis to articulate the data collected in order to answer the research question. We analyzed the contexts of the study, as well as the teaching activity in the classroom regarding the processes of approaching Socio-Scientific Questions with elements of STEAM from the assumptions of the epistemologist Lev Vygotsky, who stands out for his theory of nomenclature of Historical- Cultural Theory. As a result, we found an answer to the research question and emphasized the need and importance of addressing Socio-Scientific Questions with elements of STEAM in teaching practice in order to reframe the social function of Science Teaching, through the development of attitudes and values of a education concerned with the integral formation of students. The data showed that greater valuation by teachers is still needed regarding the use of teaching approaches in their practices to achieve better education. To help teachers, we prepared a support material with the theme of research with the nomenclature of “Recommendations Obtained from Research Results” as a contribution of our investigation to the practice of teaching teaching. Keywords: Socioscientific Issues. Elements of STEAM. Science teaching.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade do Estado do Amazonaspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectQuestões Sociocientíficaspt_BR
dc.subjectSocioscientific Issuespt_BR
dc.subjectElementos de STEAMpt_BR
dc.subjectElements of STEAMpt_BR
dc.subjectEnsino de Ciênciaspt_BR
dc.subjectScience teachingpt_BR
dc.titleQuestões sociocientíficas na perspectiva do docente do ensino fundamental I com elementos de STEAMpt_BR
dc.title.alternativeSocio-scientific issues from the perspective of the primary school teacher with elements of STEAMpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.date.accessioned2022-07-15T17:01:17Z-
dc.contributor.advisor1Kalhil, Josefina Diosdada Barrera-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3175179523669781pt_BR
dc.contributor.referee1Almeida, Whasgthon Aguiar de-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6766948755894257pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0198535480777851pt_BR
dc.description.resumoA presente dissertação faz parte da Linha de Pesquisa Educação em Ciências, Currículo, Cognição e Formação de Professores, do Programa de Pós-graduação em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia da Universidade do Estado do Amazonas – UEA. Tratar sobre abordagens de ensino que instigam o indivíduo a pensar, dar suas opiniões, dialogar e realizar a tomada de decisões sobre determinados temas são o que as abordagens das Questões Sociocientíficas e o STEAM propõem como alternativa para prática docente. Construir por meio do processo de desenvolvimento dos saberes a criatividade, a criticidade, a prática da colaboração e comunicação, ainda é um desafio para diversos docentes. Neste contexto, a pesquisa tem como problema científico: Será que os docentes do Ensino Fundamental I possuem percepções sobre a abordagem das Questões Sociocientíficas com elementos de STEAM? O objetivo geral é analisar as percepções do docente do Ensino Fundamental I sobre as Questões Sociocientíficas com elementos de STEAM. Os participantes da pesquisa são 06 (seis) professores do Ensino Fundamental I das Séries Iniciais, de uma Escola Pública Municipal em Manaus/AM. Como técnicas e instrumentos de pesquisa de coleta de dados utilizamos: a análise dos documentos oficiais educacionais, a aplicação de questionário e a entrevista semiestruturada com os professores. Os dados coletados serão analisados a partir da análise de conteúdo de Bardin para articular os dados apreendidos com o objetivo de responder à questão da pesquisa. Analisamos os contextos do estudo, bem como a atividade docente na sala de aula quanto aos processos da abordagem das Questões Sociocientíficas com elementos de STEAM a partir dos pressupostos do epistemólogo Lev Vygotsky, que se destaca por sua teoria de nomenclatura de Teoria Histórico-Cultural. Como resultado, encontramos resposta para o questionamento da pesquisa e enfatizamos a necessidade e a importância da abordagem de Questões Sociocientíficas com elementos de STEAM na prática docente no sentido de ressignificar a função social do Ensino de Ciências, através do desenvolvimento de atitudes e valores de uma educação preocupada com a formação integral dos educandos. Os dados apontaram que ainda é necessária uma maior valoração por parte dos professores no que tange a utilização das abordagens de ensino em suas práticas para alcançar a melhoria da educação. Para auxiliar os professores, elaboramos um material de apoio com a temática da pesquisa com nomenclatura de “Recomendações Obtidas dos Resultados da Pesquisa” como contribuição de nossa investigação para prática de ensino docente. Palavras-chave: Questões Sociocientíficas. Elementos de STEAM. Ensino de Ciências.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programMestrado Acadêmico em Educação e Ensino de Ciências na Amazôniapt_BR
dc.relation.referencesANDRADE, Ana Maria Gomes. O Processo de Análise do Projeto Político Pedagógico das Escolas Públicas da Rede Estadual De Manaus/Am. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública da Universidade Federal de Juiz de Fora. Aprovada em: 28 de dezembro de 2016. BACHELARD, Gaston. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996. BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016. BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf Acesso em: 28 jul. 2021. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Fundamentos pedagógicos e estrutura geral da BNCC. Brasília, DF, 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=56621- 23bnccapresentacao-fundamentos-pedagogicos-estrutura-df&category_slug=janeiro-2017- pdf&Itemid=30192> Acesso em: 28 jul. 2021. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: ciências naturais / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 2000. BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. – 7. ed. – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 1998. BRUM, C. N. et al. Revisão narrativa de literatura: aspectos conceituais e metodológicos na construção do conhecimento da enfermagem. Porto Alegre, Moriá, 2015. CÂNDIDO, Rita de Kássia; GENTILINI, João Augusto. Base Curricular Nacional: reflexões sobre autonomia escolar e o Projeto Político-Pedagógico. RBPAE - v. 33, n. 2, p. 323 - 336, mai./ago. 2017. CARVALHO, Julyana Cardoso. Questões Sociocientíficas: uma abordagem metodológica na formação inicial e continuada de professores de ciências da natureza. Dissertação de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática. Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, 2019. CARVALHO, Rodrigo da Silva. et. al. Uma proposta de Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática (STEAM) – o ‘carrinho de luz’. Research, Society and Development, v. 9, n. 7, e730974673, 2020. 109 CASTRO, Patrícia Aparecida Pereira Penkal de; TUCUNDUVA, Cristiane Costa; e ARNS, Elaine Mandelli. A importância do planejamento das aulas para organização do trabalho do professor em sua prática docente. ATHENA - Revista Científica de Educação, v. 10, n. 10, jan./jun. 2008. CHASSOT, Áttico. Alfabetização Científica: questões e desafios para educação. Ijui: Unijuí, 2006. CLEOPHAS, Maria das Graças; e CHECHI, Aline. Alternate Reality Game (ARG) e STEAM: uma articulação viável na promoção de uma aprendizagem multidisciplinar. Revista Tecnologias na Educação. Ano 10 – Número/vol.28 – dezembro/2018. COELHO, JAPM; SOUZA, Gustavo HS; e ALBUQUERQUE, Josmário. Desenvolvimento de questionários e aplicação na pesquisa em Informática na Educação. Capítulo 6. In:_ Metodologia de Pesquisa em Informática na Educação: Abordagem Quantitativa de Pesquisa. Porto Alegre: SBC. Série Metodologia de Pesquisa em Informática na Educação. V 2, 2019. CONRADO, D. Martínez. Questões Sociocientíficas na Educação CTSA: contribuições de um modelo teórico para o letramento científico crítico. 2017. 218 f. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) – Instituto de Física, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2017. CONRADO, D.M., and NUNES-NETO, N. Questões sociocientíficas: fundamentos, propostas de ensino e perspectivas para ações sociopolíticas [online]. Salvador: EDUFBA, 2018, pp. 27-57. CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativos, quantitativos e misto. Edição Dirceu da Silva. – 3. Ed. – Porto Alegre: Artmed, 2010. DANELON, A. K; e MARQUES, R.N. Marques. Educação Matemática no Jardim da Infância empregando o método Steam a partir do Cubismo e da construção de um Box Potato. Latin American Journal of Science Education. Lasera. 7, 12025, 2020. DIONOR, Grégory Alves. et. al. Avaliando Propostas de Ensino Baseadas em Questões Sociocientíficas: Reflexões e Perspectivas para Ciências no Ensino Fundamental. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Doi: 10.28976/1984- 2686rbpec2020u429464, 2020. DOURADO, Jordana Alves de Queiroz. Uma proposta STEAM: tomografia computadorizada. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós Graduação em Ensino. Universidade Estadual do Paraná. Paranavaí: Unespar, 2019. FERNANDES, Lenita Leite. et al. O trabalho com Questões Sócio-científicas nas Séries Iniciais: uma revisão da literatura em Ensino de Ciências. Atas do X Encontro Nacional de 110 Pesquisa em Educação em Ciências – X ENPEC Águas de Lindóia, SP – 24 a 27 de novembro de 2015. FERREIRA, A. B. H., Mine Aurélio, o dicionário da Língua Portuguesa. São Paulo: Editora Padrão, 2021. Disponível em https://www.dicio.com.br/ Acesso em: 25, mai, 2021. GENOVESE, Cinthia Leticia de Carvalho Roversi; GENOVESE, Luiz Gonzaga Roversi; e CARVALHO, Washington Luiz Pacheco de. Questões sociocientíficas: origem, características, perspectivas e possibilidades de implementação no ensino de ciências a partir dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemática. Banco de Dados de Periódicos CAPES. Disponível em: https://www.periodicos.capes.gov.br/ Acesso em 16 ago. 2020. GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2010. GRAY, Laura Colucci. et. al, Bera Research Commission Reviewing the potential and challenges of developing STEAM education through creative pedagogies for 21st learning: how can school curricula be broadened towards a more responsive, dynamic, and inclusive form of education? Technical Report. August, 2017. HENDRICKSON, Jana L. et. al, Developing a science outreach program and promoting “PhUn” all year with rural K–12 students. Science Outreach All Year Round. Adv Physiol Educ 44: 212–216, 2020. HODSON, Derek. Realçando o papel da ética e da política na educação científica: algumas considerações teóricas e práticas sobre questões sociocientíficas. In: CONRADO, D.M., and NUNES-NETO, N. Questões sociocientíficas: fundamentos, propostas de ensino e perspectivas para ações sociopolíticas [online]. Salvador: EDUFBA, 2018, pp. 27-57. JUNGES, Alexandre Luís. Ensino de ciências e os desafios do século XXI: entre a crítica e a confiança na ciência. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 37, n. 3, p. 1577-1597, dez. 2020. LORENZIN, Mariana Peão. Sistemas de atividades, tensões e transformações em movimento na construção de um currículo orientado pela abordagem STEAM. Universidade de São Paulo. Dissertação de Mestrado. Interunidades em Ensino de Ciências. São Paulo, 2019. MANTECÓN, José-Manuel Diego. et, al. Proyectos STEAM con formato KIKS para el desarrollo de competencias clave. Comunicar, nº 66, v. XXIX, 2021 | Revista Científica de Educomunicación | ISSN: 1134-3478; e-ISSN: 1988-3293 Disponível em: http//www.revistacomunicar.com|www.comunicarjournal.com Acesso em 23, mar, 2021. MARTINES, Elizabeth Antonia Leonel de Moraes; DUTRA, Leandro Barreto Dutra; e BORGES, Paulo Roberto de Oliveira. Educiência: da interdisciplinaridade ao STEAM. 111 ISSN: 2318-6674. Revista do Programa de Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Revista REAMEC, Cuiabá - MT, v. 7, n. 3, set-dez, 2019. MARTÍNEZ, Jaime E. A busca pelo método no STEAM Education. Palgrave Studies In Play, Performance, Learning, and Development ISBN 978-3-319-55821-9 ISBN 978-3-319- 55822-6 (e-book) DOI 10.1007 / 978-3-319-55822-6. Instituto de Tecnologia de Nova York Nova York, NY, EUA, 2017. MARTÍNEZ PÉREZ, LFP. Questões sociocientíficas na prática docente: Ideologia, autonomia e formação de professores [online]. São Paulo: Editora UNESP, 2012. MORAES, Emmanuelly de Almeida. Plano de aula: traços de Paulo Freire em docentes atuantes na educação do campo. João Pessoa: UFPB, 2017. PALANCH, Wagner Barbosa de Lima; e FREITAS, Adriano Vargas. Estado da Arte como método de trabalho científico na área de Educação Matemática: possibilidades e limitações. Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – ISSN 2359-2842. Perspectivas da Educação Matemática – UFMS – Volume 8, Número Temático – 2015. PANSERA, Fernanda Cristina. Os fazeres de um professor na preparação de licenciandos em física para o trabalho com as questões Sociocientíficas. Dissertação de Mestrado em Educação para a Ciência, 2018. Banco de dados da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações – BDTD. Disponível em: http://bdtd.ibict.br/vufind/ Acesso em 16 abr. 2020. PEREIRA, Hélder; e RIBEIRO, Júlio Ribeiro. Aprendizagens STEAM: Através de atividades de “caça” ao fóssil em contexto urbano. Revista de Ciência Elementar | Doi: 10.24927/rce2019.029 | junho de 2019. PUGLIESE, Gustavo Oliveira. Os modelos pedagógicos de ensino de ciências em dois programas educacionais baseados em STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics). Dissertação de Mestrado. Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas. Campinas – SP, 2017. RAMÍREZ, Natalia Katherine García. Produção de significados por professores de ciências sobre currículo centrado em questões sociocientíficas: contribuições para a formação do professor pesquisador. Dissertação de Mestrado em Educação nas Ciências, 2016. Disponível em: http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UNIJ_3932c35c806987495286b83a43bde162. Acesso em 16 abr. 2020. RIBEIRO, Katia Dias Ferreira. Questões sociocientíficas e a formação docente em uma perspectiva crítica. 1ª Edição. Cuiabá-MT. EdUFMT, 2021. SADLER, T. D.; ZEIDLER, D. L. The morality of socioscientific issues: construal and resolution of genetic engineering dilemmas. Science Education, New York, v. 88, n. 1, p. 4- 27, 2004. 112 SANTOS, Paulo Gabriel Franco dos. et. al. A abordagem de questões sociocientíficas no ensino de ciências: uma compreensão das sequências didáticas propostas por pesquisas na área. VIII ENPEC - Encontro Nacional de Pesquisa. Universidade Estadual de Campinas. 2011. Disponível em http://abrapecnet.org.br/atas_enpec/viiienpec/resumos/r0847-1.pdf Acesso em 16 dez, 2020. SANTOS, W.L.P., SILVA, K.M.A., and SILVA, S.M.B. Perspectivas e desafios de estudos de QSC na educação científica brasileira. In: CONRADO, D.M., and NUNES-NETO, N. Questões sociocientíficas: fundamentos, propostas de ensino e perspectivas para ações sociopolíticas [online]. Salvador: EDUFBA, 2018, pp. 427-451. ISBN 978-85-232-2017-4. SAURIN, Valter. et, al. Estudo comparativo do viés do status quo e perfil de risco em tomadas de decisões por estudantes de cursos de pós-graduação. RAM, REV. ADM. MACKENZIE, 16(5). São Paulo, SP. SET./OUT. 2015. ISSN 1518-6776 (impresso). ISSN 1678-6971 (on-line). Disponível em http://dx.doi.org/10.1590/1678- 69712015/administracao.v16n5p95-126 Acesso em 22, out, 2020. SEGURA, Eduardo; e KALHIL, Josefina Barrera. A metodologia ativa como proposta para o ensino de ciências. Revista do Programa de Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Revista REAMEC, Cuiabá - MT, n.03, dezembro 2015, ISSN: 2318 – 6674. Disponível em http://revistareamec.wix.com/revistareamec Acesso out, 2020. SILVA, Elenita Pinheiro de Queiroz; e CICILLINI, Graça Aparecida. Tessituras sobre o currículo de ciências: histórias, metodologias e atividades de ensino. ANAIS DO I Seminário Nacional: Currículo em movimento – Perspectivas Atuais Belo Horizonte, novembro de 2010. SILVA, Karolina Martins Almeida e. Questões Sociocientíficas e o Pensamento Complexo: Tecituras para o Ensino de Ciências. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação. Universidade de Brasília. Brasília – DF, 2016. SILVA, Alexandre Fernando da; FERREIRA, José Heleno; e VIEIRA, Carlos Alexandre. O Ensino de Ciências no Ensino Fundamental e Médio: reflexões e perspectivas sobre a educação transformadora. Revista Exitus, Santarém/PA, Vol. 7, N° 2, p. 283-304, Maio/Ago. 2017. SILVA, et, al. Educação Científica empregando o método STEAM e um makerspace a partir de uma aula-passeio. Latin American Journal of Science Education. Lasera. 2017. SILVA, Rejane Conceição Silveira da; e PEREIRA, Elaine Corrêa. Currículos de ciências: uma abordagem histórico cultural. Atas do VIII ENPEC – Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. ABRAPEC – Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. 2011. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/viiienpec/lista_area_10.htm Acesso em 22 out. 2020. 113 SOUZA, Polliane Santos de; e GEHLEN, Simoni Tormöhlen. Questões Sociocientíficas no Ensino de Ciências: algumas características das pesquisas brasileiras. Ensaio - Pesquisa em Educação em Ciências. Revista Ensaio. Belo Horizonte, v.19, 2017. SOUZA, Tássia Balbina Pereira; MIRANDA, Sabrina do Couto de; CARVALHO, Plauto Simão de. Questões Sociocientíficas no ensino de Ciências e Biologia e o currículo do estado de Goiás. Tecnia. v.4, n.2, 2019. TAKAHASHI, Regina Tochie; e FERNANDES, Maria de Fátima Prado. Plano de aula: conceitos e metodologia. Acta Paul. Enfer. São Paulo. v. 17, n. 1, p. 114-118, 2004. VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. Faculdade de Educação da UnB. Papirus, Cuiabá, 2003. VYGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009. VYGOTSKI, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 6. ed., São Paulo: Martins Fontes, 1998. ZEIDLER, Dana. L., et. al. Beyond STS: A research-based framework for socioscientific issues education. Science Education, 89(3), 357-377, 2005.pt_BR
dc.subject.cnpqEnsino aprendizagempt_BR
dc.subject.cnpqEnsino de Ciênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUEApt_BR
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - PPGECA Programa de Pós-Graduação em Educação e Ensino de Ciências Na Amazônia



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.