DSpace logo

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/2063
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFaria, Ana Luisa Sousa-
dc.date.available2019-12-21-
dc.date.available2019-12-23T15:02:38Z-
dc.date.issued2011-03-26-
dc.identifier.urihttp://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/2063-
dc.description.abstractPreserving and protecting the environment is the responsibility of the State, it being understood Federal, State, Federal District and municipalities (Constitution, Article 23., VI and VII). It is therefore common competence of federal guardianship and ensure environmental preservation, to be held in conjunction with the community (CF, art. 225). Faced with the obligation imposed by the Constitution, the State needs to use the means offered by the legal system to play the role of mentor to an environmental policy that ensures protection of the environment. It is in this light that the tax law becomes an instrument of environmental protection, as well as revenue collection of the character, function inherent to adduce resources to the public coffers, extrafiscal offers the function to induce or encourage conduct environmentally sound. The tribute comes, then, to encourage economic agents to environmentally friendly choices and discourage harmful practices. It is a policy of encouraging the preservation founded in economic stimulus. By understanding this, the tax can also assist in regional development and implementation of public policies. Given the importance of the topic, a survey was conducted explanatory qualitative approach, with a design focused on literature, whose purpose is to understand how the tax law, tax law through the inductor, especially property taxes, can be an instrument of protection and development of the artificial environment so that it will reach the level of sustainability.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade do Estado do Amazonaspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectMeio ambientept_BR
dc.subjectIPTUpt_BR
dc.subjectTributaçãopt_BR
dc.subjectFunção social da propriedadept_BR
dc.titleO IPTU e a tributação indutora como instrumento para o desenvolvimento sustentávelpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.date.accessioned2019-12-23T15:02:38Z-
dc.contributor.advisor1Silveira, Edson Damas da-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7594316798005183pt_BR
dc.contributor.referee1Silveira, Edson Damas da-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2879487090731407pt_BR
dc.contributor.referee2Barbosa, Walmir de Albuquerque-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2879487090731407pt_BR
dc.contributor.referee3Cavalcanti, Erivaldo-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7594316798005183pt_BR
dc.description.resumoPreservar e proteger o meio ambiente é competência do Estado, compreendendo-se União, Estado, Distrito Federal e Municípios (CF, art. 23, VI e VII). Trata-se, portanto, de competência comum dos entes federativos tutelar e garantir a preservação ambiental, que deve ser realizada em conjunto com a coletividade (CF, art. 225). Diante da obrigação imposta pela Constituição Federal, o Estado necessita utilizar meios, oferecidos pelo próprio ordenamento jurídico, para desempenhar a função de mentor de uma política ambiental que garanta a defesa do meio ambiente. É nesse prisma que o direito tributário passa a ser instrumento de proteção ambiental, quando além do caráter arrecadatório, função inerente para carrear recursos aos cofres públicos, oferece a função extrafiscal ou indutora para estimular condutas ambientalmente corretas. O tributo surge, então, para estimular os agentes econômicos às escolhas ambientalmente corretas, e desestimular as práticas danosas. Trata-se de uma política de incentivo à preservação fundada em estímulos econômicos. Por esse entendimento, o tributo pode auxiliar também no desenvolvimento regional e na implementação de políticas públicas. Diante da relevância do tema, foi realizada uma pesquisa explicativa, de abordagem qualitativa, com delineamento voltado para a pesquisa bibliográfica, cuja finalidade é compreender como o direito tributário, através das normas tributárias indutoras, especialmente, o IPTU, podem ser instrumento de proteção e desenvolvimento do meio ambiente artificial, para que este atingirá o patamar da sustentabilidade.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de pós graduação em direito ambientalpt_BR
dc.relation.referencesAGUIAR, Raimar da Silva. Amazônia: educação e pobreza. Revista Via Legis. Manaus, v. 10, nº 49, 2006. ALOCHIO, Luiz Henrique Antunes. Do solo criado: outorga onerosa do direito de construir: instrumento de tributação para a ordenação do ambiente urbano. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 2005. AMARO. Luciano. Direito tributário brasileiro. 14. ed. São Paulo: Saraiva, 2008. AMAZONAS. Prefeitura de Manaus. Disponível em http://semmas.manaus.am.gov.br/unidades-de-conservacao>. Acesso em 15.02.2012. ______. Prefeitura de Manaus. Disponível em: <http://www.manaus.am.gov.br/legislacao/> ..http://www2.manaus.am.gov.br/portal/secretarias/semef/legislacaoTributaria/norma sGerais/codigo_tributario_do_Municipio_de_Manaus.pdf>.Acesso em: 15 fev.2012. ______. Prefeitura de Manaus. Disponível em <http://www.manaus.am.gov.br/legislacao/>. .http://www2.manaus.am.gov.br/portal/secretarias/semef/legislacaoTributaria/leis/Lei _1.091_06.pdf> Acesso em: 15 fev.2012. ______. Prefeitura de Manaus. Disponível em <http://www.manaus.am.gov.br/legislacao/> ..http://www2.manaus.am.gov.br/portal/secretarias/semef/legislacaoTributaria/leis/Lei _1.131_07.pdf>. Acesso em: 15 fev.2012. ANTUNES, Paulo de Bessa. Direito ambiental. Rio de Janeiro: Lúmen Juris, 1996. ARAGÃO, Maria Alexandra de Sousa. O princípio do poluidor-pagador: pedra angular da política comunitária do meio ambiente. Coimbra: Coimbra, 1997. ATALIBA, Geraldo. Hipótese de incidência tributária. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1991. AZEVEDO, Plauto Faraco de. Do direito ambiental: reflexões sobre seu sentido e aplicação. In: Freitas, Vladimir Passo de. (Org.) Direito ambiental em evolução. Curitiba: Juruá, 1998. BALEEIRO, Aliomar. Direito tributário brasileiro. 11. ed. atual. Misabel Abreu Machado Derzi. Rio de Janeiro: Forense, 2000. BASS, Susan. Ferramentas legais para o gerenciamento de florestas nos Estados Unidos. Revista de Direito Ambiental. São Paulo: RT, n. 2, p. 25-39, 1997. 97 BECKER, Alfredo Augusto. Teoria geral do direito tributário. 4 ed. São Paulo: Noeses, 2007. BENJAMIN, Antônio Herman. Meio ambiente e constituição: uma primeira abordagem. In: FREITAS, Vladimir Passos de (Org.). 10 anos da ECO-92: o direito e o desenvolvimento sustentável = tenyearsafter Rio 92: sustainabledevelopmentandlaw. São Paulo: IMESP, 2002. BIRNFELD, Carlos André Sousa. O princípio poluidor-pagador e sua potencialidades para imputação efetiva de todos os encargos decorrentes da poluição ao poluidor: uma leitura não economicista da ordem constitucional brasileira. Florianópolis, 2003, 409 f. 2. v. Tese (Doutorado em Direito) – Pós- Graduação em Direito na Universidade Federal de Santa Catarina. BOBBIO. Norberto. Da estrutura à função: novos estudos de teoria do direito. Barueri: Manole, 2007. BORGES, Roxana Cardoso Brasileiro. Função ambiental da propriedade rural. Belo Horizonte: LTR, 1999. BOTALLO, Eduardo. Tributação, ecologia e meio ambiente. Revista de Direito Tributário. São Paulo: Malheiros, 1998, n. 78, p. 69-73, (s.d,) (Mesa de debates “C” – XIII Congresso Brasileiro de Direito Tributário). BRASIL. Emenda Constitucional nº 29 de setembro de 2000. Altera os arts. 34, 35, 156, 160, 167 e 198 da Constituição Federal e acrescenta artigo ao Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para assegurar os recursos mínimos para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc29.htm>. Acesso em 03 fev. 2012. _______. Emenda Constitucional nº 33 de 11 de dezembro de 2001. Altera os arts. 149, 155 e 177 da Constituição Federal. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc33.htm>. Acesso em: 14 nov. 2011. _______. Decreto nº 755 de 19 de fevereiro de 1993. Reduz as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados incidente sobre os veículos automotores que enumera. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/113301/decreto- 755-93>. Acesso 02 fev. 2012. _______. Decreto nº 3.890 n. 22 de dezembro de 1983. Regulamenta disposições do Código Tributário do Município de Manaus. Disponível em:<http://semef.manaus.am.gov.br/receita/ementa-decretos/>. Acesso em: 15 fev. 2012. _______. Lei nº 427 de 08 de janeiro de de 1998. Concede incentivo fiscais, pelo prazo de dez anos, às empresas industriais que se instalarem na área da Zona Franca de Manaus. Disponível em: <http://www2.manaus.am.gov.br/portal/secretarias/semef/legislacaoTributaria/leis/Lei _427_98.pdf>. Acesso em: 02 fev. 2012. 98 _______. Lei nº 671 de 04 de novembro de 2002. Regulamenta o Plano Diretor Urbano e Ambiental, estabelece diretrizes para o desenvolvimento da Cidade de Manaus e dá outras providências relativas ao planejamento e à gestão do território do Município. Disponível em: <http://www.amud.com.br/ohs/data/docs/1/PlanoDiretorAbril08.pdf>. Acesso em 14 fev. 2012. _______. Lei nº 691 de 24 de dezembro de 1984 – Código Tributário do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/283475/lei-691-84- rio-de-janeiro-0>. Acesso em: 04 nov. 2011. _______. Lei nº 1.091 de 29 de dezembro de 2006. dispõe sobre o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana – IPTU, extingue as taxas de serviços públicos que especifica e dá outras providências. Disponível em: <http://www2.manaus.am.gov.br/portal/secretarias/semef/legislacaoTributaria/decret os/Decreto_8.914_07.pdf>. Acesso em: 18 fev. 2012. _______. Lei nº 1.095 de 20 de outubro de 1999. Isenta 100% do pagamento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação), as operações internas de saída de aparas de papel, papelão, sucatas de metais ferrosos ou não ferrosos, plásticos, resíduos de plásticos, vidros, cacos de vidros e aparas de vidros destinados à reciclagem. Disponível em: <http://www.folhadomeio.com.br/publix/fma/folha/2000/10/tocantins109.htm>. Acesso em: 06 dez. 2011. _______. Lei nº 1.131 de 03 de julho de 2007. Dispõe sobre isenções e demais benefícios concedidos aos contribuintes pela lei nº 1.091, de 29 de dezembro de 2006, relativos ao imposto predial e territorial urbano e dá outras providências. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/824833/lei-1131-07- manaus>. Acesso em: 05 nov. 2011. _______. Lei nº 1.697 de 20 de dezembro de 1983 – Código Tributário do Município de Manaus. Dispõe sobre o Código Tributário do Município e dá outras providências. Disponível em: <http://www.leismunicipais.com.br/cgi-local/showinglaw.pl>. Acesso em: 12 nov.2011. _______. Lei nº 2.055 de 25 de janeiro de 1993. Dispõe sobre alíquotas do imposto sobre circulação de mercadorias e serviços-icms. e dá outras providências. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/91257/lei-2055-93-rio-dejaneiro- rj>. Acesso em: 13 fev. 2012. _______. Lei nº 2.826 de 29 de setembro de 2003. Regulamenta a Política Estadual de Incentivos Fiscais e Extrafiscais nos termos da Constituição do Estado e dá outras providências. Disponível em: <http://www.fiscosoft.com.br/g/2fhg/leigovernador- do-estado-do-amazonas-n-2826-de-29092003>. Acesso em 02 fev. 2012. 99 _______. Lei nº 5.106 de 02 de setembro de 1966. Dispõe sôbre os incentivos fiscais concedidos a empreendimentos florestais. Disponível em: <http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaNormas.action?numero=5106&tipo_nor ma=LEI&data=19660902&link=s>. Acesso em: 03 fev. 2012. _______. Lei nº 6.819 de 24 de dezembro de 1986. Autoriza a criação de estímulos à preservação e formação de áreas verdes, dispõe sobre o setor especial de áreas verdes, revoga a lei nº 4.857/74, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/734886/lei-6819-86-curitiba-pr>. Acesso em 12 fev. 2012. _______. Lei nº 6.938 de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm>. Acesso em: 15 nov. 2011. _______. Lei nº 7.347 de 24 de julho de 1985.Disciplina a ação civil pública de responsabilidade por danos causados ao meio-ambiente, ao consumidor, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico (vetado) e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7347orig.htm>. Acesso em: 01 fev. 2012. _______. Lei nº 9.178 de 27 de novembro de 1998. Intitui o IPTU progressivo em razão do uso e localização do imóvel. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc29.htm>. Acesso em: 06 fev. 2012. _______. Lei nº 9.393 de 19 de dezembro de 1996. Dispõe sobre o Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural - ITR, sobre pagamento da dívida representada por Títulos da Dívida Agrária e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9393.htm>. Acesso em: 04 nov. 2011. _______. Lei nº 9.985 de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1o, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 14 nov. 2011. _______. Lei nº 10.165 de 27 de dezembro de 2000.Altera a Lei no 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L10165.htm>. Acesso em: 06 out. 2011. _______. Lei nº 10.257 de 10 de julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LEIS_2001/L10257.htm>. Acesso em: 17 fev. 2012. _______. Lei nº 10.365 22 de setembro de 1987. Disciplina o corte e a poda de vegetação de porte arbóreo existente no Município de São Paulo, e dá outras 100 providências. Disponível em: <http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/upload/pinheiros/a rquivos/LEI_10365.pd>f. Acesso em: 05 nov. 2011. _______. Leinº 13.250 de 27 de dezembro de 2001. Altera a Lei 6.989, de 29 de dezembro de 1966, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.fiscosoft.com.br/g/22nv/lei-prefeita-do-municipio-de-sao-paulo-sp-n- 13250-de-27122001>. Acesso em: 01 dez. 2011. ______. Supremo Tribunal Federal Disponível em: <http:www.stf.gov.br>. Acesso em: 11 fev. 2012. http://www.stf.gov.br/jurisprudencia/nova/pesquisa.asp. ______. Supremo Tribunal Federal. Disponível em: <http://www.stf.gov.br/jurisprudencia/RE134.297/SP. Acesso em: 15 fev. 2012. ______. Supremo Tribunal Federal. Disponível em <http://www.stf.gov.br/jurisprudencia/RE52.905-0> Acesso em 15 fev.2012. ______. Supremo Tribunal Federal. STF - Súmula 668. Conteúdo Jurídico, Brasil ia: 15 ago. 2007. Disponível em: <http://www.conteudojuridico.com.br/?artigos&ver=237.2187&seo=1>. Acesso em: 02 mar. 2012. _______. Unidades de Conservação. Disponível em: <http://pdbff.inpa.gov.br/treina5p.htm>. Acesso em 13 fev.2012. BRUNO, Gilberto Marques. A progressividade do imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana. In: PEIXOTO, Marcelo Magalhães (Coord.). IPTU: aspectos jurídicos relevantes. São Paulo: Quartier Latin, 2002. CAMARGO, Ana Luiza de Brasil. Desenvolvimento sustentável: dimensões e desafios. 4 ed. Campinas: Papirus, 2008. CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Introdução ao direito ambiental. Lisboa: Universidade Aberta, 1998. CARDOSO, Otamar Lopes. (Org.) Constituições Estaduais: capítulo do meio ambiente. 3 ed. Rio de Janeiro: Petrobrás, Serviço de Comunicação social, 1991. CARRAZA, Roque Antônio. Curso de direito constitucional tributário. 22 ed. São Paulo: Malheiros, 2006. ______. Curso de direito tributário. 19. ed. São Paulo, Saraiva, 2007. ______. O instituto da isenção como instrumento da extrafiscalidade. Projeção: Revista brasileira de tributação e economia. Brasília. Associação brasileira de técnicos de tributação, n. 11. p. 32-38, out.1976. CARVALHO, Paulo de Barros. Teoria da norma tributária. 2 ed. São Paulo: editora Revista do Tribunais, 1981. 101 CHIZZOTTI, Antonio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. São Paulo: Cortez, 1998. COÊLHO, Sacha Calmon Navarro. Comentários à constituição de 1988: sistema tributário. 4. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: Forense, 1992. COIMBRA, José de Ávila Aguiar. O outro lado do meio ambiente: uma incursão humanista na questão ambiental. Campinas: Milennium, 2002. CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO AMBIENTAL, 2009, São Paulo. Carta de São Paulo. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010. COSTA, Regina Helena. Tributação ambiental. In: FREITAS, Vladimir Passos de (Org.) Direito ambiental em evolução. Curitiba: Jurúa, 1998. ______. Instrumentos tributários para a implantação da política urbana. In: DALLARI, Adilson Abreu; FERRAZ, Sérgio (org.) Estatuto da Cidade: comentários à Lei Federal 10.257/2001. São Paulo: Malheiros, 2003. ______. Tributação, ecologia e meio ambiente. Revista de Direito Tributário. São Paulo: Malheiros, n. 78, p. 79-82,1998. CRETELLA JUNIOR, José. Comentários à Constituição Brasileira de 1988. Rio de Janeiro, Forense Universitário, 1991. DERANI, Cristiane. Direito ambiental econômico. 3 ed. Saraiva: 2008. DINIZ, Maria Helena. O estado atual do biodireito. 5 ed. São Paulo: Saraiva, 2008. ECO-92. Princípios da Declaração do Rio de Janeiro sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Princípio 15. Disponível em: <http://www.abdl.org.br/article/view/1824/1/247>. ESPANHA. Tribunal Constitucional de España. Sentença do Tribunal Constitucional (STC) n. 102/1995 transcrevendo trecho da Sentença Constitucional (STC) n. 64/1982. Disponível em: <http:www.boe.es/aeboe/consultas/bases_datos/doc.php?colecction=tc&id=SENTEN CIA-1995-0102>. Acesso: 28 set.2011. FAGÚNDES, Paulo Roney Ávila. Reflexões sobre o direito ambiental. In: LEITE, José Rubens Morato; BELLO FILHO, Ney de Barros (Org.). Direito ambiental contemporâneo. São Paulo: Manole, 2004. FERRAZ, Roberto. Tributação e meio ambiente: o green tax no Brasil (a contribuição de intervenção da Emenda 33/01). In: MARINS, James (Coord.). Tributação e meio ambiente: Curitiba: Juruá, 2002. (Coleção Tributação em Debate, V.2). FIGUEIREDO, Lucia Valle. Tributação, ecologia e meio ambiente. Revista de direito Tributário. São Paulo: Malheiros, 1998, n. 79-82. 102 ______. Disciplina urbanística da propriedade. 2 ed. São Paulo: Malheiros, 2005. FIGUEIREDO, Marcelo. Tributação, ecologia e meio ambiente. Revista de direito tributário. São Paulo: Malheiros, 1998, n. 78. FIORILLO, Celso Antonio Pacheco. Curso de direito ambiental brasileiro. 11 ed. rev. atual. E ampl. São Paulo: Saraiva, 2010. ______; FERREIRA, Renata Marques. Direito ambiental brasileiro. São Paulo: Saraiva, 2005. FOLMANN, Melissa. IPTU e tributação ambiental: uma visão sob o enfoque constitucional e tributário. In: PEIXOTO, Marcelo Magalhães. IPTU: aspectos jurídicos relevantes. São Paulo: Quartier Latin, 2002. FUKS, Mario. Conflitos ambientais no Rio de Janeiro: ação e debate nas arenas públicas. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2001. GOUVÊA. Marcus de Freitas. A extrafiscalidade no direito tributário. Belo Horizonte: Del Rey, 2006. GUIMARÃES, Roberto P. A ética da sustentabilidade e a formulação de políticas de desenvolvimento. In: VIANA, Gilney; SILVA, Marina; DINIZ, Nilo (org.) O desafio da sustentabilidade: um debate socioambiental no Brasil. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2001. GUSMÃO, Omara Oliveira de. Zona franca de manaus: extrafiscalidade, desenvolvimento regional e preservação ambiental. In: MARTINS, Ives Gandra da Silva; RAMOS FILHO, Carlos Alberto de; PEIXOTO, Marcelo Magalhães. Tributação na zona franca de manaus: comemoração aos 40 anos de ZFM. São Paulo: MP Ed, 2008. GRAU, Eros Roberto. A ordem econômica na Constituição de 1988. 3 ed. São Paulo: Malheiros, 1997. HERRERA MOLINA, Pedro M. Derecho tributário ambiental: la introdución del interés ambiental en el odenamiento tributário. Madrid: Marcial Pons, 2000. (Monografias jurídicas). HOPE, Werne; BECKMANN, Martin. Unweltrecht: juristisches Hurzlehebuch für stadium und praxis. C. H. Beck’sche. Verlagsbuchhandlung, München, 1989. HORVATH, Estevao. O princípio do não-confisco no direito tributário. São Paulo: Dialética, 2002. KISS, Alexander; SHELTON, Dinah. Manual of european environment Law. 2. ed. Cambridge: University Press/Grotius, 1997. 103 KUNTZ, Maria Elenir Lacerda; NOGUEIRA, Simone Paschoal. A cobrança de IPTU sobre as áreas de proteção ambiental. In: PEIXOTO, Marcelo Magalhães (Coord.). IPTU: Aspectos jurídicos relevantes. São Paulo: Quartier Latin, 2002. LEITE, José Rubens Morato. Dano ambiental: do individual ao coletivo extrapatrimonial. 2 ed. rev. atual. eampl. São Paulo: RT, 2003. ____, José Rubens Morato; AYALA, Patrick de Araújo. Direito ambiental na sociedade de risco. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002. ____; PILATE, Luciana Cardoso. Evolução da responsabilidade civil ambiental: 25 anos da lei n. 6.938/81. In Rocha, João Carlos de Carvalho; HENRIQUES FILHO, Tarcísio Humberto Parreias, CAZETA, Ubiratan (Coord.). Política nacional do meio ambiente: 25 anos da lei n. 6.938/81. Belo Horizonte: Del Rey, 2007. MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito Ambiental Brasileiro. 18 ed. São Paulo: Malheiros, 2010. MAGALHÃES, Juraci Perez. Comentários ao código florestal. 2 ed. São Paulo: Juarez de Oliveira, 2001. MAIMON, Dália. Passaporte verde: gestão ambiental e competitividade. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1996. MATEO, Ramón Martin. Tratado de derecho ambiental. Madrid: Trivium, 1992. MARTINS, Ives Gandra da Silva; BARRETO, Ayres F. IPTU: por Ofensa a Cláusula Pétreas, a Progressividade Prevista na Emenda nº 29/2000 é Inconstitucional. Revista Dialética de Direito Tributário. São Paulo: Dialética, n. 80, 05/2002. MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 24 ed. São Paulo, Malheiros Editores, 1999; 32 ed., 2006. MELLO, Celso Antônio Bandeira de Melo. Leis originalmente inconstitucionais compatíveis com a emenda constitucional superveniente. In: Grandes Temas tributários da atualidade. Simpósio Nacional IOB de Direito Tributário. Grandes, 8., São Paulo, 1999. MELO, José Eduardo Soares de. Curso de Direito Tributário. São Paulo: Dialética, 1997. MILARÉ, Édis. Direito do ambiente. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2004. ______.Sistema municipal de meio ambiente – SISMUNA: instrumentos legais e econômicos. Revista de Direito Ambiental. São Paulo: RT, n. 14, 1999. MOLINA, Pedro M. Herrera. Derechotributario ambiental: laintroduccióndelinterés ambiental en el ordenamientotributario. Madrid: Marcial Pons: 2000. 104 MORAES, Bernardo Ribeiro de. Compêndio de direito tributário. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1995. MOREIRA NETO, Diogo de Figueiredo. Introdução ao direito ecológico e ao direito urbanístico. 2 ed. Rio de Janeiro: Forense, 1977. MUKAI, Toshio. O Estatuto da Cidade: anotações à Lei n. 10.257, de 10.7.2001. São Paulo: Saraiva, 2001. NABAIS, José Casalta. O dever fundamental de pagar impostos: contributo para compensação constitucional do estado fiscal contemporâneo. Coimbra: Almedina, 1998. NUNES, Jane Elizabeth Cesca. Instrumentos de tutela ambiental na União Europeia e no Mercosul: um estudo sobre os tributos e o meio ambiente. Santa Maria, 2000, 203 f. Dissertação (Mestrado em Direito) – Pós-Graduação em Integração Latino-Americana da Universidade Federal de Santa Maria. NUNES, Paulo Henrique Faria. Desenvolvimento sustentável e mineração. In: BENJAMIN, Antônio Herman. Meio ambiente e constituição: uma primeira abordagem. In: FREITAS, Vladimir Passos de (Org.). 10 anos da ECO-92: o direito e o desenvolvimento sustentável = tenyearsafter Rio 92: sustainabledevelopmentandlaw. São Paulo: IMESP, 2002. OECD. Impuestos ambientales y reforma tributaria ‘verde’. Trimestre fiscal. Guadalajara: Instituto para el Desarrolo Técnico de las Haciendas Públicas – INDETEC, n. 75, p. 183-241, mar. 2003. OLIVEIRA, José Marcos Domingos de. Direito Tributário e meio ambiente: proporcionalidade, tipicidade aberta, afetação da receita. Rio de Janeiro: Renovar,1998. _______. Meio ambiente: tributação e vinculação de impostos. Revista de Direito Tributário. São Paulo: RT, n. 56, 1991. _______. Proteção ambiental e sistema tributário – Brasil e Japão: problemas em comum? In: MARINS, James (Coord.). Tributação e meio ambiente. Curitiba: Juruá, 2002, p. 103-121. (Coleção Tributação em debate, v.2) OST, François. Le juste milieu: pour uneapprochedialectiquedurapporthommenature. In: GÉRARD, Philippe; OST François, KERCHOVE, Michel van de. Imagesetusages de la nature emdroit.Bruxelles: Facultésuniversitaires Saint- Louis, 1993. PEREIRA FILHO, Luiz Alberto. As taxas no sistema tributário brasileiro. Curitiba: Juruá, 2002. PERLINGIERI, Pietro. Perfis do direito civil: introdução ao direito civil constitucional. Rio de Janeiro: Renovar, 1997. 105 RAMOS, José Eduardo Silvério. Tributação ambiental: o IPTU e o meio ambiente urbano. Belo Horizonte: Fórum, 2011. RIBEIRO, Maria de Fátima. O IPTU como instrumento de intervenção no uso e organização do solo urbano conforme disposições do Estatuto da Cidade. In: PEIXOTO, Marcelo Magalhães (Coord.). IPTU: Aspectos jurídicos relevantes. São Paulo: Quartier Latin, 2002. ROODMAN. David Malin. Getting the signals right.: tax reform to protect the environment and the economy. Washington: World Watch Institute, 1997. ROSEMBUJ, Tulio. Los tributos y la protección del medio ambiente. Madrid: Marcial Pons, 1995. SABBAG, Eduardo de Morais. Manual de direito tributário. São Paulo: Saraiva, 2009. SALEME, Edson Ricardo. Direito constitucional. São Paulo: Manole, 2011. SARDENBERG, Ronaldo Mota. Ordenação territorial e desenvolvimento sustentável. Folha de São Paulo, caderno I, p. 3, 1995. SCHOUERI, Luís Eduardo. Normas tributárias indutoras e intervenção econômica. Rio de Janeiro: Forense, 2005 SEBASTIÃO. Simone Martins. Tributo ambiental: extrafiscalidade e função promocional do direito. 5ª reimp. Curitiba: Juruá, 2010. SILVA, José Afonso da. Direito ambiental constitucional. 7 ed. São Paulo: Malheiros, 2009. SPANTIGATI, Frederico. Manuale di diritto urbanístico. Milano: Giuffrè, 1969. ______. Direito Urbanístico brasileiro. 3 ed. São Paulo: Malheiros, 2000. SOARES, Claudia Alexandra Dias. O imposto ecológico: contributo para o estudo dos instrumentos econômicos de defesa do meio ambiente. Coimbra: Coimbra, 2001. SOARES, Guido Fernando Silva. A proteção internacional do meio ambiente. Barueri: Manole, 2003, v. 2. SOUZA, Marcelo Lopes de. Mudar a cidade: uma introdução crítica ao planejamento e à gestão urbanos. 3 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004. SUNDFELD, Carlos Ari. O Estatuto da Cidade e suas diretrizes gerais (art. 2). In: DALLRI, Adilson Abreu; FERRAZ, Sérgio (Org.) Estatuto da Cidade: Comentários à Lei Federal 10.257/2001. São Paulo: Malheiros, 2002. TEPEDIDO, Gustavo. Temas de direito civil. 2 ed. Rio de Janeiro: Renovar, 2001. 106 TÔRRES, Heleno Taveira (Org.) Direito ambiental tributário. São Paulo: Saraiva, 2005. VEIGA, José Eli da. Não falta motivo para pensar que o jargão ecológico se tornou retórico e tão palpável quanto o Éden. Disponível em: <http:www.estadao.estadao.com.br/jornal/98/07/04/news101.htm>. Acesso em 10 out.2011. WOLD, Chris; SAMPAIO, José Adércio Leme. NARDY, Afrânio. Princípios de direito ambiental: na dimensão internacional comparada. Belo Horizonte: Del Rey, 2003. WOLKMER, Antônio Carlos. Pluralismo Jurídico: fundamentos de uma nova cultura no direito. São Paulo: Alfa ômega, 1994pt_BR
dc.subject.cnpqDireito ambientalpt_BR
dc.publisher.initialsUEApt_BR
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - PPGDA Programa de Pós-Graduação em Direito Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O IPTU E A TRIBUTAÇÃO INDUTORA COMO INSTRUMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.pdf513,57 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons