DSpace logo

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/1246
Title: Dependência química: direito ao tratamento e às intervenções terapêuticas
Other Titles: Chemical dependence: the right to treatment and therapeutic interventions
Authors: Campelo, Allan
Aguiar, Denison Melo de
Keywords: Dependência química
Tratamento - Drogas
Intervenções Terapêuticas
Issue Date: 17-Jan-2019
Publisher: Universidade do Estado do Amazonas
Abstract: Brazil has a considerable population of disorders related to the use of alcohol and other substances, but there are still considerable gaps in access and retention of treatment. This is a chronic medical condition, it is highly comorbid with medical and behavioral health disorders. This indicates the need for more targeted interventions to achieve the integration of health care (one of the main objectives of the Brazilian health system). Care management -that is, the organization of patient care by an institution - is a viable strategy to involve individuals with SUT who can benefit from treatment, but are not aware or donot use available resources, as well as to help maintain patient treatment. Management of care is considered an essential complement to the treatment of chronic diseases. The purpose of this article is to highlight the right to treatment and therapeutic interventions of the chemical dependent. We describe internationally adopted care management models and identify the feasibility and advantages for their adoption in Brazil.
Description: O Brasil tem uma considerável população de transtornos relacionados ao uso de álcool e outras substâncias, mas ainda há lacunas consideráveis no acesso e retenção de tratamento. Essa é uma condição médica crônica, é altamente comórbida com distúrbios de saúde médicos e comportamentais. Isso indica a necessidade de intervenções mais direcionadas para alcançar a integração dos cuidados de saúde (um dos principais objetivos do sistema de saúde brasileiro). A gerência do cuidado -isto é, a organização do atendimento ao paciente por uma instituição -é uma estratégiaviável para envolver indivíduos com transtorno por uso de substâncias (TUS)que podem se beneficiar do tratamento, mas não estão cientes ou não usam os recursos disponíveis, bem como para ajudar a manter pacientes tratamento. A gerência do cuidado é considerada um complemento essencial para o tratamento de doenças crônicas. O objetivo deste artigo é destacar o direito ao tratamento e às intervenções terapêuticas do dependente químico. Descrevemos modelos de gestão de cuidados adotados internacionalmente e identificamos a viabilidade e as vantagens para sua adoção no Brasil.
URI: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/1246
ISSN: 25254537
Appears in Collections:Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dependência química- direito ao tratamento e às intervenções terapêuticas.pdf200,8 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons