DSpace logo

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/1241
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAzevedo, Nilcinara Huerb de-
dc.contributor.authorSantos, Sarah Arinana dos-
dc.date.available2019-01-18T16:37:33Z-
dc.date.issued2019-01-17-
dc.identifier.issn25254537-
dc.identifier.urihttp://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/1241-
dc.descriptionA tecnologia da informação se faz bastante presente nas relações de trabalho. Por conta disso é comum tomadores de serviços se valerem dos mais diversos instrumentos tecnológicos, tais como celulares coorporativos, e-mails e grupos de WhatsApp’s para se comunicar com seus colaboradores, tal interlocução visa uma comunicação mais rápida e independente do local onde o trabalhador esteja. Nesse contexto, o presente artigo tem por escopo ponderar os reflexos da conexão nas relações de trabalho por meio da tecnologia da informação frente às questões de sobreaviso, direito ao lazer e descanso. Com o intuito de alcançar os objetivos propostos foram realizadas pesquisas teóricas com ênfase em referências de obras relacionadas à telepressão, ao meio ambiente de trabalho e a legislação vigente e correspondente a esses assuntos. A telepressão é um termo recente na seara trabalhista que diz respeito ao fenômeno da superconexão, isto é, a necessidade de es tar sempre a par das informações. Essa necessidade atingiu aos trabalhadores, que estão sempre conectados aos mais diversos meios de comunicação a fim de tratar sobre questões relativas ao trabalho, no mais das vezes com o próprio chefe e colegas de trabalho. Não há dúvidas de que a telepressão pode trazer consequências diretas na saúde do trabalhador e, por isso faz-se necessário mais discussões sobre o tema.pt_BR
dc.description.abstractInformation technology is very present in labor relations. Because of this, it is common for service providers to avail themselves of the most diverse technological tools, such as corporate mobiles, e-mails and WhatsApp's groups to communicate with their employees, such communication is aimed at a faster and independent communication of the place where the worker is . In this context, the purpose of this article is to consider the reflexes of the connection in labor relations by means of information technology in the face of questions of oversight, right to leisure and rest. In order to achieve the proposed objectives, theoretical researches were carried out with emphasis on references of works related to telepresence, the working environment and the legislation in forceand corresponding to these subjects. Telepression is a recent term in the field of labor that concerns the phenomenon of superconnection, that is, the need to be always aware of the information. This need has hit workers, who are always connected to the most diverse means of communication in order to deal with work-related issues, most often with the boss himself and co-workers. There is no doubt that telepresence can have direct consequences on the health of the worker and, therefore, it.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade do Estado do Amazonaspt_BR
dc.rightsAtribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectDesconexão - Trabalhopt_BR
dc.subjectDireito ao lazerpt_BR
dc.subjectSobreavisopt_BR
dc.subjectTelepressãopt_BR
dc.titleTelepressão: reflexões e embasamento no direito ambiental do trabalhopt_BR
dc.title.alternativeTelepresence: reflections and basement in environmental law of laborpt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.date.accessioned2019-01-18T16:37:33Z-
Appears in Collections:Nova Hileia - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Telepressão- reflexões e embasamento no direito ambiental do trabalho.pdf379,39 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons